O grupo OS INCRÍVEIS se apresentou pela primeira vez em 1962 com o nome THE CLEVERS e foi formado por Mingo, Netinho, Manito, Risonho (Aroldo-1979) e Neno (Nenê-1975).

Apadrinhados pelo radialista Antonio Aguillar gravaram o primeiro disco com duas músicas instrumentais em 78rpm; AFRIKA e EL RELICARIO que logo se tornou um grande sucesso pela gravadora Continental.

Em 63 a banda já tinha o seu próprio programa musical de televisão chamado CLEVERS SHOW com balé dirigido por Leny Dale, interrompido quando a banda viajou para se apresentar em 35 cidades da Itália com a cantora italiana Rita Pavone que teve um badalado romance com o baterista NETINHO.

Contratados pela TV Argentina em 64, gravaram em castelhano e foi quando a banda mudou o nome para LOS INCREIBLES. Após 10 meses em Buenos Aires o grupo retorna ao Brasil como OS INCRÍVEIS e participam da estréia do programa JOVEM GUARDA pela TV Record com Roberto Carlos, Erasmo Carlos e Wanderléa.

Em 1966 assinam contrato com a TV Excelsior para comandar nas tardes de domingo o programa OS INCRIVEIS e durante um cruzeiro de navio pela Europa, a banda fez o primeiro filme longa metragem brasileiro a cores OS INCRÍVEIS NESTE MUNDO LOUCO produzido por Primo Carbonari e direção de Paulino Brancato Jr.

Nessa viagem NETINHO conheceu SANDRA HAICK com quem está casado a 43 anos e tem 2 filhos, SAMADHI HAICK e SANDRO HAICK.

Em Londres gravaram um CS pela gravadora DECCA e de volta ao Brasil eles conseguiram um mega sucesso com a música ERA UM GAROTO QUE COMO EU AMAVA OS BEATLES E OS ROLLING STONES

Em 67 foram para a TV Tupi e o programa OS INCRÍVEIS se torna líder de audiência nacional. A música VENDEDOR DE BANANAS de Jorge Benjor era o novo sucesso.

Em 68 se apresentaram em algumas cidades do Japão e gravaram em japonês, KOKORONONIJI e I LOVE TOKYO.
Em 1970, ano da copa, campeões de bilheteria, muitos troféus, bateram novo recorde em vendas com a música de Dom e Ravel, EU TE AMO MEU BRASIL. E um novo guitarrista e vocalista, Aroldo Santarosa, entrou para a banda.

Em 71 o grupo resolveu parar e Netinho montou uma nova banda, CASA DAS MÁQUINAS, com 3 LPs pela Som Livre, os maiores sucessos foram VOU MORAR NO AR e CASA DE ROCK.
Em 95, o show NOVO DE NOVO comemorando 30 anos de Jovem Guarda que reuniu Ronnie Von, Wanderléa, Golden Boys, Sylvinha, Eduardo Araújo, Os Incríveis, Bobby di Carlo e Martinha, foi uma produção de Netinho e Eduardo Araújo, superlotando o Tom Brasil SP durante um mês, e que trouxe OS INCRÍVEIS de volta.

Desde então, a banda mais conhecida dos anos 60 percorre os palcos do Brasil com esse time de craques da nossa música comandados pelo baterista Netinho, num show vibrante e emocionante, apresentando grandes sucessos e revivendo os melhores momentos da época.
Em 2012 NETINHO lançou seu primeiro livro “Minha história ao lado das baquetas”, Editora Minuano.

Em maio de 2014 a banda apresentou um grande show para gravar o DVD em comemoração aos 50 ANOS dos INCRÍVEIS no Teatro BRADESCO, com uma homenagem aos ex-integrantes. - E para reforçar o vocal, a banda resolveu convidar o vocalista Rubinho Ribeiro para fazer parte do grupo que sempre manteve uma característica mais instrumental e nos teclados o incrível tecladista produtor e arranjador Bruno Cardozo.

O DVD/CD, “NETINHO comemora 50 ANOS DOS INCRÍVEIS” foi lançado em julho de 2015 pela gravadora Eldorado.

Loading...