Iniciou sua carreira profissional como locutor das rádios Excelsior, Tupi e Nacional. Em 1959, mudou-se para o Rio de Janeiro, onde conheceu o compositor Ronaldo Bôscoli, com quem formou a dupla Miele & Bôscoli, responsável pela direção e produção de diversos espetáculos, além de programas musicais em emissoras de televisão. Na televisão, atuou na direção e produção dos programas musicais "Noite de Gala" e "Cara & Coroa" (com Caymmi e Silvia Telles), na TV Rio, "Noite de Gala". "Dois no Balanço" (jazz e bossa nova), "Se meu apartamento falasse" (com Cyl Farney e Odete Lara), "Rio Rei", "Os sete Pecados" (com Fernando Barbosa Lima) e "Musical em Bossa 9", na TV Excélcior, "O Fino da Bossa", "Show em Simonal" e "Elis Especial", na TV Record, "Alô Dolly", "Dick & Betty 17" (com Dick Farney e Betty Faria), "Fantástico" (direção musical), "Elis Especial", "Praça da Alegria", "Sandra & Miele", "Cem anos de espetáculo", "Viva Marília" e "Batalha dos Astros", além de festivais de música, na TV Globo, "Um homem - uma mulher" (com Tuca), "Cassio Muniz Show" (criação dos comerciais) e "Programa Flávio Cavalcanti" (musicais essenciais), na TV Tupi, "Miele & Cia" e "Ele & Ela" (com Leila Richers), na TV Manchete, "Coquetel", no SBT, e "Escolinha do Barulho", na TV Record.

Como produtor e diretor de shows, foi responsável por espetáculos de artistas como Roberto Carlos, Elis Regina, Wilson Simonal, Sergio Mendes, Lennie Dale, Sarah Vaughan, Leny Andrade/Pery Ribeiro/Bossa 3 ("Gemini V"), Taiguara/Claudette Soares ("Primeiro Tempo 5x0"), Milton Nascimento/Marcos Valle/Joyce/Wanda Sá (Sucata, RJ), Alcione (Canecão, RJ), Agnaldo Timóteo, Joanna, Angela Maria/Lucinha Lins ("Spot Light"), Os Cariocas, Família Caymmi, Trio Irakitan/Rosana Tapajós (Beco das Garrafas, RJ), Regina Duarte ("Regina Mon Amour", no Canecão), Sandra Bréa/Pedrinho Mattar ("Caso Water-Closed") e Dzi Croquettes (Monsieur Pujol, RJ), além dos projetos "Chega de Saudade", "Vivendo a Rádio Nacional", "Vivendo Vinícius" e "Festival Internacional de Mágica". Como show-man, participou dos espetáculos "Miele & Juarez Machado" (Sucata, RJ), "Concerto para Miele & Orquestra" (Maksud Plaza, SP), "Miele & Tuca" (Rui Barbossa e Sucata), "Miele no Palladium", com Rosemary, "Elis & Miele" (Teatro Clara Nunes e Teatro Maria Della Costa). Atuou, ainda, como diretor de projetos especiais no Metropolitan (RJ) e como mestre de cerimônias do Prêmio Moliére.

Gravou o compacto simples "Miele e Carolina", com a participação de Carol Saboya, registrando as canções "A menina e a TV" (Rolf Zuckowski, vers: Antonio Adolfo e Jésus Rocha) e "Cirrose" (Daltony Nóbrega e Ana Maria). Em 1997, apresentou-se, com Roberto Menescal e Wanda Sá, no Mistura Fina (RJ), em espetáculo gravado ao vivo e lançado pelo selo Albatroz no CD "Uma mistura fina". Dois anos dpois, assinou a direção do espetáculo "Vivendo Vinícius", com Carlos Lyra, Toquinho, Miúcha e Baden Powell, apresentado no Metropolitan (RJ).

Miele passou a exercer a função de diretor de projetos especiais na Casa de Cultura da Universidade Estácio de Sá (RJ), onde produziu vários espetáculos, como "Um brasileiro chamado Jobim", com Roberto Menescal, Danilo Caymmi, Joyce, Cris Delanno e o conjunto Os Cariocas, "Minhas duas estrelas - Pery Ribeiro canta e conta - Dalva de Oliveira e Herivelto Martins", "Essa Bahia chamada Caymmi", com Nana Caymmi, Dori Caymmi e Danilo Caymmi", "Jazz para as onze", com o Quinteto Paulinho Trompete, e "Rio Jazz Orquestra", no qual atuou como crooner, entre outros.

Em 2005, Miele lança o livro Poeira de Estrela ( Ediouro), que tem sido muito elogiado pela critica. Também, em 2005 , gravou e lançou o DVD MIELE, e convidados especiais.Participou ainda esse ano, de uma série para a HBO Brasil, "MANDRAKE" ao lado de Marcos Palmeiras,Érica Mader, Marcelo Serrado... entre outros. Miele participa a Três anos do Projeto “Emoções em alto mar” no cruzeiro Costa Victoria, a convite de Roberto Carlos, sendo o responsável pela animação do Piano Bar e do Karaokê em alto mar.

Atualmente Miele viaja o Pais com o show " Um Brasileiro Chamado Jobim" onde Miele divide o palco e as emoções com Leny Andrade, em um show inesquecível. Miele também, prepara seu novo show solo " Meus amigos são um barato" onde divide virtualmente o palco com : Leny Andrade, Leila Pinheiro, Toquinho, Paulinho da Viola, Roberto Menescal, Wanda Sá, Carlos Lyra.