Um dos mais importantes nomes do carnaval do Rio, Dominguinhos do Estácio, acompanhado da sua banda, Família Clarão tem se apresentado pelo Brasil a fora, cantando sambas antológicos.

Cantor e compositor de diversos sambas-enredo, Dominguinhos do Estácio não deixa parada a platéia que sempre está presente em suas apresentações.

No roteiro de seus shows, não podem faltar os sambas-enredo das agremiações pelas quais o sambista passou, como “Liberdade, liberdade, abra as asas sobre nós” – Imperatriz Leopoldinense (1989) e "Trevas! Luz! A explosão do universo” - Viradouro (1997), samba vencedor do carnaval daquele ano de autoria de Dominguinhos do Estácio, Mocotó, Flavinho Machado e Heraldo Faria.

Dominguinhos também presenteia seu público interpretando “Aquarela Brasileira”, “Festa do Círio de Nazaré”, “O Ti Ti Ti do Sapoti”, entre outros belíssimos sambas que leva a plateia ao delírio.

O show é uma verdadeira viagem ao tempo para os amantes do samba, contada por quem sabe, vive e respira carnaval - Domingos da Costa Ferreira, carioca, nascido em 4 de agosto de 1941, mais conhecido como Dominguinhos do Estácio, compositor e intérprete de sambas-enredo.