Maria das Graças Rallo (Rio de Janeiro, RJ, 10 de maio de 1948), mais conhecida atualmente como Cláudya (já foi Cláudia e Cláudia Oliveira) é uma cantora brasileira de enorme sucesso.

Estreou aos nove anos em um programa de calouros na Rádio Sociedade de Juiz de Fora onde cresceu.

Aos treze foi crooner do conjunto Meia-Noite que animava as festas e bailes da região.

Desenvolveu sua carreira em São Paulo na década de 60; no início, participando do programa O Fino da Bossa.

Em 1969, venceu o I Festival Fluminense da Canção, defendendo a música "Razão de Paz para Não Cantar" (Eduardo Lage e Alésio de Barros).

Também participou de diversos festivais no exterior, inclusive Japão, Grécia, Espanha, México e Venezuela, tornando-se a cantora mais premiada fora do Brasil.

Destacou-se no cenário musical em 1982 com a música Não chores por mim Argentina no musical Evita (peça).

Gravou mais de vinte discos e foi recordista de vendas. Graças ao seu grande sucesso, foi convidada a participar dos principais programas de televisão da época. Lançou um LP em japonês que vendeu mais de 200 mil cópias e entre os prêmios que ganhou estão o Roquete Pinto, o Globo de Ouro e o Troféu Imprensa.

Entre seus maiores sucessos está a música "Com mais de 30" composição de Marcos Valle e Paulo Sérgio Valle.